terça-feira, 3 de março de 2009

Cura de transtorno bipolar.


Martha Niggeman é Praticista da Ciência Cristã em Kentfield, Califórnia, EUA. Além de seu trabalho como praticista, foi conferencista da Ciência Cristã. O testemunho da cura de Martha, do que hoje é chamado de transtorno bipolar, foi publicado, pela primeira vez, na edição de 22 de janeiro de 1990, da revista The Christian Science Sentinel. Mais recentemente, Martha conversou com a equipe do Sentinel sobre essa cura e o que ela aprendeu com a experiência.
Há alguns anos, lutava diariamente contra um diagnóstico médico de doença maníaco-depressiva (ou transtorno bipolar). Esse tipo de depressão grave era, e ainda é, considerado incurável.
O médico disse que eu jamais ficaria livre da doença e da dependência da medicação diária, que deveria me ajudar a permanecer mentalmente calma. Disse também que, se eu não tomasse a medicação prescrita, ele não se responsabilizaria pela minha vida, porque, durante uma crise da doença com depressão profunda, o impulso de cometer suicídio é extremamente forte.
Mesmo com a medicação diária, havia momentos em que meu estado era tão grave, que ficava hospitalizada por longos períodos.
Eu era o tipo de mãe que amava minha família maravilhosa e também era muito ativa nas organizações da comunidade. Contudo, a cada crise maníaco-depressiva, não conseguia trabalhar normalmente, durante dias e meses, muito embora desejasse muito fazê-lo. Havia períodos em que ficava paralisada pelo medo, pela angústia e desespero extremos, acompanhados por pensamentos impulsivos de autodestruição.
Consegui pegar uma Bíblia e encontrar ajuda
Antes de me volver à Ciência Cristã em busca de cura, passei por uma poderosa experiência espiritual ao ler a Bíblia, enquanto estava no hospital. Durante uma crise da doença, em uma determinada noite muito difícil, não conseguia pensar direito ou me concentrar em nada. Entretanto, consegui pegar uma Bíblia e encontrar ajuda. Durante essa crise, disse a mim mesma: “Se pudesse ler apenas uma palavra... ajude-me, Deus”!
Abri a Bíblia aleatoriamente em Romanos, capítulo 8 e li: “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as cousas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (38-39).
Embora estivesse com uma confusão mental aguda, que, às vezes, durava horas ou dias, de repente, fiquei completamente calma. Senti a presença grandiosa e amorosa de Deus, e sabia que nunca mais poderia ficar separada do Amor.
Cessou minha tempestade mental pelas palavras: “Acalma-te, emudece”!
A doença maníaco-depressiva era como estar em uma grande tempestade mental, que me fazia lembrar da tempestade no mar da Galiléia, que ameaçara de destruição a Jesus e a seus discípulos. Podia sentir o poder espiritual nas palavras, “Acalma-te, emudece” (Marcos 4:39), e cessou aquela tempestade mental. Essas experiências produziram um profundo efeito em mim e desejei procurar uma solução espiritual.
Tomei conhecimento sobre a cura espiritual por meio da Ciência Cristã ao ler um Sentinel. Um Praticista da Ciência Cristã conversou comigo sobre a cura e, após a conversa, senti uma confiança firme e profunda no poder da verdade espiritual para me curar. Parei com toda a medicação. O praticista orava comigo diariamente pela cura.
Também comprometi-me, de maneira firme, a permanecer mentalmente com as verdades e as idéias espirituais, momento a momento, dia após dia. Com essas verdades sanadoras, senti uma enorme diferença em meu bem-estar mental. Permanecia com os pensamentos e ações claros e normais, com paz de espírito e nenhuma confusão.
Não somente as grandes verdades bíblicas foram essenciais para a cura, mas também as grandes verdades contidas no livro Ciência e Saúde, de Mary Baker Eddy. Elas foram fundamentais para a minha libertação da doença maníaco-depressiva. O importante na cura foi vivenciar minha identidade espiritual, expressando quem eu realmente sou, como a filha inteiramente boa de uma Mente divina também totalmente boa.
Pela leitura de Ciência e Saúde, muitas idéias a respeito da minha verdadeira identidade, como a expressão da Mente divina, tornaram-se parte ativa da minha vida. Uma de que gosto muito é: “Tudo o que realmente existe é a Mente divina e sua idéia, e nessa Mente o ser inteiro se revela harmonioso e eterno” (p.151).
O poder que nos advém de confiar na verdade espiritual
As crises maníaco-depressivas podiam aparecer a qualquer momento e em qualquer lugar. Uma vez, quando estava voltando com meu marido de um simpósio na China e estávamos no aeroporto de Zurique, senti que estava entrando em crise. Disse: “Ah meu Deus, se Você é a Mente única, e Você é, preciso saber disso agora”. Aquele estado mental desapareceu completamente. Confiar na presença grandiosa da verdade espiritual foi muito poderoso.
O que posso dizer para alguém que esteja passando por isso é: permaneça com o poder da verdade espiritual. A escuridão mental não pode mantê-lo fora da luz da Mente divina, poderosa, presente e infinita, e da presença sanadora do amor de Deus, todo-poderoso. Nada pode separá-lo do amor de Deus, ou seja, nem o medo, a angústia, o desespero, a mais escura opressão nem pensamentos aterrorizantes de destruição. Não se trata simplesmente de amor humano; é o grande amor de Deus, que ama você sempre.
Levei vários anos para obter minha libertação completa. De forma gradual, comecei a ver a doença como um impostor. Adquiri uma convicção inabalável na realidade espiritual de que eu era a expressão, plena de paz, da Mente divina única. Senti uma verdadeira e duradoura liberdade, que não sentia há muito tempo.
Agora, durante mais de 25 anos, tenho levado uma vida normal e ativa, o que inclui viajar extensivamente pelo mundo. Por meio do poder e da prática da cura espiritual, obtive uma libertação completa do transtorno bipolar ou maníaco-depressivo.
by Martha Niggeman

8 comentários:

  1. estou passando por isso mas e meu companheiro que sofre e na o assume o tratamento entao sofro tudo o que ele me faz de mal nos momentos de crise mas sempre com deus ao meu lado

    ResponderExcluir
  2. Minha namorada eu acho que ela tá com isso, afeta nossa relação, me ajudem por favor :(

    ResponderExcluir
  3. minha filha sofre desse mal a 14 anos e eu sofro com ela pois somos os mais atingidos os familiares , tb preciso muio de ajuda1

    ResponderExcluir
  4. muito boa a experiencia dela espero que possa ajudar muias pessoas

    ResponderExcluir
  5. Eu sofro de transtorno bipolar,mas acredito que Deus pode curar vivo tomando remédios.Já tive duas crises.Foram difíceis,perdi meu casamento, mas agora voltamos,Preciso muito de Deus todos os dias

    ResponderExcluir